Público-alvo x Persona

Você sabe qual é a diferença entre público-alvo e persona? Entenda porque essas definições irão ajudar você em todas as decisões a serem tomadas de agora em diante.

Você sabia que conhecer o público-alvo e a persona da sua empresa são requisitos indispensáveis que fazem total diferença e aumentam as chances do seu negócio decolar? Se você ainda não deu atenção a esse conhecimento, saiba que ele é precioso.

Ao definir o público-alvo e a persona ideal, sua empresa direciona melhor os investimentos em marketing garantindo que materiais gráficos, materiais personalizados, brindes, campanhas nas redes sociais e demais promoções cheguem às pessoas certas, aumentando as chances de procura por determinado produto ou serviço. Essas informações também são essenciais para criar a identidade visual de uma marca, já que o correto é que cada detalhe converse diretamente o seu público.

Vamos lá!

Qual o propósito do meu produto/serviço?

Identifique: O que o meu produto/serviço resolve para o consumidor? Qual sua finalidade mais profunda? Qual ou quais sentimento(s) ele desperta? Qual o “sentimento chave” para o impulso da compra?

Lembre-se sempre disso: O seu produto/serviço não é apenas uma opção de compra e venda, ele vai muito além. É preciso identificar as razões subjetivas que levam o cliente a precisar do que você tem a oferecer.

Por exemplo: Uma manicure não vende unhas feitas, ela vende autoestima, uma alegria que pode mudar o dia de alguém. Vende encanto, vende uma experiência de renovação. Uma ida à essa profissional pode ser muito significativa e transformar muitas coisas para uma pessoa. Da mesma maneira que, alguém que vende bolos, está, na realidade, oferecendo a oportunidade para uma pessoa demonstrar o amor que sente pelo filho, por algum familiar, amigo, parceiro(a), vende um momento único em que uma pessoa escolheu fazer algo de bom para ela mesma, vende um momento agradável para um café da tarde que vai ficar gravado na vida de uma família; e esses são apenas alguns exemplos. Identifique o que o seu produto significa para alguém e tome isso como um propósito.

Após descobrir o real significado do seu produto/serviço, é hora de saber para quem você deve oferecê-lo.

Público-alvo

O Público-alvo diz respeito a um grupo de pessoas que compartilham algumas características em comum, o que faz com que elas sejam, juntas, mais propensas a se interessarem por determinado produto/serviço e se identificarem com a sua marca. Ao delimitar esse grupo, temos informações gerais sobre as pessoas com quem devemos nos comunicar para uma propaganda mais direcionada, conseguindo chegar até os consumidores ideais.

Mas como identificá-las?

Aqui vai um exemplo fictício, com uma pequena lista, para você se inspirar:

Marina tem uma loja chamada “La Marine Store”. Ela vende roupas femininas, modernas (estilo blogueira), a preço justo. Após alguns estudos, Marina descobriu que deveria entender melhor para quem deveria direcionar suas vendas e suas propagandas, então, ela fez a seguinte lista:

– Meus clientes são, em sua grande maioria, mulheres;
– Suas idades variam entre 18 e 25 anos;
– Elas trabalham e possuem uma renda fixa;
– Gostam de sair e se divertir nos finais de semana;
– São pessoas ativas nas redes sociais;
– Gostam de postar fotos e recriar looks famosos;
– Essas mulheres chegam à minha loja física por meio das redes sociais e por indicações, pelo fato de a empresa ter como principal chamariz, roupas que estão em tendência;
– A maior parte dessas mulheres reside em regiões centrais da cidade;

(Essa lista pode, e deve, ficar ainda maior. Quanto mais informações você conseguir colocar no papel, melhor).

Antes, Marina só vendia pela sua loja física, postando novidades em sua página no Facebook e no Instagram, mas ela percebeu que poderia aderir à algumas estratégias ainda mais eficazes e interessantes com o conhecimento que estava aderindo. Hoje, Marina também preza por manter uma boa presença digital, criando conteúdos interessantes, com dicas de roupas, cuidados pessoais e autoestima, para se aproximar de suas clientes, e ao mesmo tempo, fazer com que elas se mantenham interessadas em acompanhar a marca nas redes sociais, a fim de estarem sempre por dentro de novidades, promoções e campanhas. Isso gera engajamento e visibilidade, portanto, cada vez mais pessoas semelhantes tomam conhecimento e contribuem com o crescimento e o sucesso de La Marine Store.

Persona

– Quem é o seu cliente ideal?

Sua empresa já conhece o seu público-alvo, já tem uma ideia geral sobre quem são as pessoas mais aptas a comprar, mas é preciso ir além e conhecer as características mais íntimas e subjetivas da pessoa que vai ter o seu negócio como primeira opção. Quando há conhecimento sobre é essa pessoa, sua empresa têm meios de falar diretamente com ela, tanto pessoalmente, quanto nas redes sociais. A comunicação se torna mais ágil em promoções, anúncios pagos, campanhas, etc. Além de tudo, essa é uma excelente maneira de economizar, pois, você estará se comunicando apenas com as pessoas certas.

Neste caso, você fará uma lista mais completa e específica do que a anterior. Aqui, você descreverá a persona ideal. Para fazer essa lista, você deve ter empatia e pensar em questões mais emocionais/sentimentais. Quais as dores que levam alguém a querer o que você vende? Qual/quais problema(s) o seu produto/serviço resolve?

Como definir a persona?

Veja a persona da Marina:

– A persona ideal da minha empresa se chama Aline.
– Aline tem 22 anos;
– Ela é uma jovem alegre e conectada com o mundo virtual e o mundo real, pois sente suas energias recarregadas quando está junto à multidão.
– Trabalha porque gosta de ser independente e acha um luxo poder comprar e fazer tudo o que quiser, sem precisar depender de ninguém;
– Aline gosta de acompanhar algumas influencers da internet, porque admira o trabalho, a beleza, o estilo de vida e o que elas têm a dizer. Ela se identifica.
– Aline se inspira nessas mulheres porque acha importante se cuidar, trabalhar sua autoestima e o autoconhecimento. Para ela é essencial estar bem com ela mesma, pois compreende que a vida se transforma quando nos colocamos em primeiro lugar e nos amamos.
– Aline é divertida, extrovertida e gosta de sair à noite com os amigos, porque considera que esses são os seus momentos de tranquilidade. Gosta da companhia das pessoas e quer curtir a vida ao máximo, aproveitando tudo o que o mundo tem a oferecer.
– É claro que arrebentar nas redes sociais também é algo que Aline gosta, portanto, o look da noite tem que ser especial para render muitas fotos, stories, likes e comentários.
– Com a pandemia, Aline ficou um pouco deprimida por não poder sair e compartilhar bons momentos da sua juventude ao lado da sua galera. Agora que as coisas estão voltando ao normal aos poucos, ela quer aproveitar o tempo perdido, e o primeiro passo é encontrar roupas que conversem com a sua essência e mostrem como ela se sente por dentro, como deseja ser vista.  – É isso o que minha loja e meu modelo de negócio tem a oferecer a Aline.

Como você pode perceber, a persona está ligada a uma motivação interior que impulsiona a compra. Portanto, é necessário pensar como se você realmente estivesse na pele do consumidor, com empatia e humanidade, afinal, todos nós queremos ser compreendidos. É uma delícia quando encontramos essa conexão com alguém, imagine como é inusitado quando nos deparamos com uma marca que entende nossas questões mais íntimas?

E aí, será que deu para perceber como essas definições são esclarecedoras e importantes? Quanto mais informações você reunir, melhor será o resultado final. Ao definir o público-alvo e a persona, a empresa passa a gerir e compreender melhor o seu modelo de negócio, direciona melhor os investimentos em marketing, garantindo que suas campanhas, e demais investimentos, atraiam as pessoas certas, aumentando as chances de procura por determinado produto ou serviço. Ao criar o logo e a identidade visual de uma empresa, elaborar materiais gráficos, materiais personalizados e afins, você tem muito mais garantia de chegar ao coração do seu cliente ideal e fidelizar cada vez mais pessoas.